Fabrica CBVP

Fernando Pires representou o Sincavidro durante a visita das principais associações do país na fábrica da CBVP.

O presidente do Sincavidro, Fernando Pires do Vale, e representantes das associações do setor vidreiro de todo o país foram recebidos pelo presidente da CBVP, Paulo Drummond e pelo diretor comercial e marketing, Henrique Lisboa, no dia 25 de janeiro, em Goiana (PE) para uma visita nas instalações da fábrica da companhia.
A comitiva visitou o canteiro de obras da empresa e teve a oportunidade de conhecer cada etapa da implantação da planta, sendo acompanhada por técnicos de diversas áreas. Durante o tour, Drummond afirmou que a obra caminha a passos largos: “Estamos seguindo rigorosamente o cronograma de implantação e, em agosto, teremos aqui em Goiana, uma das mais modernas plantas de vidros planos do mundo”, enfatizou o empresário.
Fernando Pires ressalta que a visita ao canteiro de obras foi um privilégio. “Confesso que gostei muito do que foi visto por lá, uma fábrica de altíssima tecnologia, sendo construída com equipamentos e materiais de última geração, por profissionais de muita competência, sem falar no cuidado que estão tomando com a segurança e questões ambientais”- e ainda concluiu: “Sem dúvida será uma grande fábrica e faço votos que o empreendimento traga um grande retorno para os investidores e para nós do ramo”.
Atualmente, a CBVP já concluiu a cobertura dos edifícios do forno, do banho de estanho, da estenderia e do armazém, este último com 49 mil m². Estão finalizadas também a construção da torre d´água, do túnel de ventilação e os pisos do mezanino e de trabalho, onde serão fabricados os vidros planos.

CBVP vista aerea

Vista aérea do andamento das obras da CBVP, em Goiana (PE). A foto foi tirada em janeiro de 2013.

AGC

Foto tirada no dia 21 de fevereiro da chaminé e da área do forno e float da fábrica da AGC Brasil, em Guaratinguetá (SP).

Inaugurações em 2013
Além da CBVP, também está prevista a inauguração da fábrica da AGC neste ano, que terá capacidade para produzir 600 toneladas de vidro por dia. A construção está sendo erguida na cidade de Guaratinguetá (SP), e terá custo total de R$ 800 milhões. O início das operações do complexo está previsto para o segundo semestre de 2013.
Sobre as duas novas fábricas que serão inauguradas neste ano, Fernando Pires afirma: “Vimos com bons olhos a entrada de novos fabricantes, mas sem dúvida ter uma empresa com capital nacional é motivo de orgulho para todo bom brasileiro”. E acrescenta: “Ainda não tivemos a oportunidade de acompanhar as obras da planta da AGC, por isso não podemos falar muito, apenas ouvir o que nos passam”.
A AGC informou que hoje mais de 1700 pessoas trabalham na obra da fábrica em Guaratinguetá e que a empresa está cumprindo o prazo e orçamento previstos para que o forno já seja ligado no próximo mês de julho.