Chineses se interessam pela máquina portátil de remoção de low-e, que usa rebolo especial da Abrasipa, o NK 220 HT.

Chineses se interessam pela máquina portátil de remoção de low-e, que usa rebolo especial da Abrasipa, o NK 220 HT.

Ivan Lee (representante da Wittsburg Enterprises - China), Jennifer Graf (Customer Service da Artifex Dr. Lohmann - Alemanha) e Daniel Leicand (diretor da Abrasipa) se reúnem na China Glass.

Ivan Lee (representante da Wittsburg Enterprises – China), Jennifer Graf (Customer Service da Artifex Dr. Lohmann – Alemanha) e Daniel Leicand (diretor da Abrasipa) se reúnem na China Glass.

A 24ª edição da China Glass contou com a presença de mais de 800 expositores, entre os quais estava a Arbax, primeira empresa brasileira a apresentar seus produtos na feira chinesa. O evento aconteceu entre os dias 24 a 27 de maio, no China Internacional Exhibition Center, em Pequim.
Antes de se tornar expositora, a Arbax visitou a China Glass durante seis anos consecutivos, e só então decidiu investir mais no país asiático. “Decidimos expor na China Glass em 2013, pois uma de nossas metas para este ano é a expansão do nosso mercado internacional, e acreditamos que a China Glass seja uma das melhores vitrines do mundo”, explica Flávio Sirotto, diretor da Arbax.
Os rebolos periféricos e copo foram os produtos escolhidos para serem apresentados na feira chinesa. Entre os rebolos, a Arbax decidiu levar também o copo de óxido de cério, por ser o produto que melhor atende este mercado. O estande da Arbax recebeu, em média, 200 pessoas por dia na feira. “Além de nossos consumidores internacionais atuais, conquistamos novos clientes e temos novas negociações em andamento com consumidores de vários países”, anima-se Fúlvio Sirotto, diretor da Arbax.

Flavio D. Sirotto (diretor da Arbax), Rodrigo S. Guerreiro (proprietário da Cyber Glass), Fulvio Sirotto (diretor da Arbax) e Andrey M. Barbosa (diretor da Potencia Diamantes) se encontram na China Glass

Flavio D. Sirotto (diretor da Arbax), Rodrigo S. Guerreiro (proprietário da Cyber Glass), Fulvio Sirotto (diretor da Arbax) e Andrey M. Barbosa (diretor da Potencia Diamantes) se encontram na China Glass

Arbax monta o primeiro estande brasileiro na China Glass.  Na foto, Chen Yue e Li Yan Qiang (representantes da Arbax na China) com os diretores da companhia Fulvio Sirotto e Flavio Sirotto

Arbax monta o primeiro estande brasileiro na China Glass. Na foto, Chen Yue e Li Yan Qiang (representantes da Arbax na China) com os diretores da companhia Fulvio Sirotto e Flavio Sirotto

Mais de 20 mil pessoas visitaram a China Glass durante os quatro dias de feira. A área total da exposição foi de 80 mil m², nos quais foram expostas as novidades em máquinas, equipamentos, peças de reposição, tecnologia solar, painéis e materiais de vedação.
Os diretores da Abrasipa, Daniel Leicand e Gabriel Leicand, também prestigiaram a feira. “Abrasipa tem uma forte participação no mercado chinês e este já é o 3º maior mercado da Abrasipa”, afirma Daniel. Participando da China Glass desde 2001, ele se impressionou com a consolidação da feira, e o crescimento e a profissionalização dos expositores.
Sobre a questão da qualidade dos produtos chineses, Daniel explica: “há produtos de qualidade, mas evidentemente os preços são bastante compatíveis com os preços internacionais. Há também produtos baratos, mas neste caso a qualidade é muito inferior”.
Fúlvio Sirotto completa: “Assim como todos os outros produtos fabricados na China, a qualidade depende do fornecedor e das matérias-primas utilizadas e o que pudemos perceber foi que mesmo a China sendo um polo industrial em constante crescimento como o melhor custo x benefício do mercado nacional, ainda há espaço para este mercado absorver produtos fabricados por outros países, como vem acontecendo com os produtos Arbax”.