Evento reuniu empresários do setor vidreiro de todo o Brasil.

Evento reuniu empresários do setor vidreiro de todo o Brasil.

Mais de 60 temperadores, de 14 estados brasileiros diferentes, reuniram-se no primeiro Encontro Nacional de Temperadores de Vidro. E o Rio de Janeiro não podia ficar de fora, sendo representado pelos empresários da New Box, TTR Vidros e Saint Germain.
O evento aconteceu entre os dias 30 de maio e 02 de junho, no Hotel Fazenda Hípica Atibaia, interior de São Paulo. O objetivo do Encontro foi criar um ambiente propício para o esclarecimento de dúvidas sobre o mercado e, assim, ajudar os temperadores a direcionarem melhor os investimentos, garantindo a sobrevivência das têmperas.
Treze palestrantes foram convidados para participar do I Encontro Nacional dos Temperadores de Vidro e dividirem suas experiências com os empresários do setor de têmperas. As palestras aconteceram no período da manhã nos dias do evento e contaram com grande participação do público. Entre os palestrantes, estavam José Antônio Passi, que ministrou sobre o tema “Respeitando meu concorrente e o mercado”; Kátia Sugimura que falou sobre as características dos clientes vidraceiros; Miroslava Hamzagic que relacionou os gastos com logística; e William Timóteo que palestrou sobre a inadimplência das vidraçarias.

Encontro Nacional de Temperadores

Encontro Nacional de Temperadores

A novidade apresentada pelo Encontro de Temperadores foi o espaço Boca no Trombone, que apesar de ter tido pouca participação do público, funcionou como um espaço democrático, no qual os empresários puderam expressar suas críticas e sugestões sobre o setor vidreiro.
Durante a tarde, foram propostas algumas atividades para os participantes curtirem momentos de descontração e lazer com parentes e amigos. Na sexta-feira, a empresa Trip Adventure aplicou a dinâmica “Rally de Aentura”, que dividiu os empresários em duas equipes que tinham de competir uma com a outra. Na última prova, elas precisavam unir-se para montar uma jangada e passar pelo lago.
Isso, interpretado para o dia-a-dia dos temperadores, pode ser analisado como a necessidade que as têmperas têm, apesar de serem concorrentes e competitivas, de se unirem em determinadas situações para o objetivo comum de desenvolvimento do setor.
Já na tarde de sábado, a programação foi direcionada para as mulheres. A psicóloga Inez de Oliveira ministrou uma palestra cujo tema foi: “A mulher, suas crises, relacionamentos e amores” para o público feminino do evento. E, em uma das salas do hotel, foi montado o Espaço Mulher, um ambiente para o relaxamento do corpo e da mente feminina, o qual tinha quatro massagistas e duas manicures de plantão.
À noite, foram programados alguns shows para animar o jantar.