O espírito olímpico tomou conta da TTR Vidros! Colaboradores da empresa suaram a camisa após o expediente para conquistar a tão desejada medalha de ouro da Olímpiadas da TTR, que ocorreu de 25 a 30 de julho, na sede da empresa. O projeto, lançado durante a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho), tem como objetivo incentivar a prática de exercícios e a adoção de hábitos saudáveis.
Vinicius Silveira Marques, diretor executivo da TTR Vidros, conta que já é tradição da TTR promover ações de incentivo a prática de exercícios durante a SIPAT. A intenção da empresa ao unir as ações da SIPAT com propostas de atividades físicas é de justamente buscar um maior equilíbrio entre o corpo e a mente dos participantes. “Atividades físicas são muito importantes para o equilíbrio do corpo e da mente, o que consequentemente ajuda na prevenção de acidentes. Por isso, em toda SIPAT temos uma atividade física para estimular essa prática”, explica.
Para este ano, a TTR utilizou os jogos olímpicos como pano de fundo para promover a movimentação dos colaboradores, uma vez que o Rio de Janeiro está sediando as Olímpiadas, por isso, nada melhor do que unir ações da empresa com a temática esportiva dos jogos olímpicos. “Esse ano pelo fato da Olimpíada ser em nosso Estado tivemos um apelo maior por estarmos inseridos nesse espírito olímpico”, conta Vinicius.
A Olimpíadas da TTR foi um sucesso; a competição conseguiu mobilizar a maioria dos colaboradores da empresa. Segundo o técnico de segurança do trabalho e organizador dos jogos, Sérgio Distéfano Ferreira de Souza, todos os participantes se engajaram na proposta e demonstraram satisfação em participar das provas.
Os colaboradores disputaram individualmente pelas medalhas em cinco modalidades: embaixadas (ou quedinha); chute a gol; basquete; totó (ou pebolim) e circuito (apenas para mulheres). Sérgio Distéfano Ferreira de Souza, explica que a escolha das modalidades foi feita com base em atividades que pudessem ser realizadas em pequenos intervalos de tempo, que respeitassem as restrições físicas dos participantes e, ao mesmo tempo, fossem fáceis de serem executadas, não dependendo de muito investimento em equipamentos ou recursos financeiros para que pudessem ser executadas no interior da empresa.
Segundo Sérgio, o objetivo das atividades era incentivar a prática de exercícios físicos. “O objetivo principal não era testar a habilidade ou capacidade física dos participantes para definir perdedores ou vencedores e sim incentivar os colaboradores a praticar esportes ou outros tipos de exercícios físicos em prol da melhoria da qualidade de vida”, destaca.

Pódium
A Olimpíada da TTR chegou ao fim no dia 30 de julho.  Após as finais, uma cerimônia de premiação entregou as medalhas aos campeões. No total, foram entregues 15 medalhas, sendo 3 por modalidade (5 de ouro, 5 de prata e 5 de bronze).
Um dos medalhistas foi o assistente financeiro Pablo Luiz de Oliveira, que faturou uma medalha de ouro no pebolim. Segundo ele, assim que soube que essa modalidade fazia parte dos jogos olímpicos o espírito competitivo falou mais alto e ele teve a certeza de que queria participar da competição.
Pablo elogiou a organização dos jogos olímpicos e avalia positivamente a iniciativa. “Tenho certeza que todos os funcionários aprovaram a iniciativa da empresa”.