Olá!
No artigo deste mês vou escrever sobre as mudanças que às vezes percebemos serem necessárias, dentro das nossas empresas, para chegar a um determinado objetivo, mas que não as fazemos. Vou, também, escrever sobre como uma empresa de consultoria pode nos ajudar a tomar as decisões corretas para alcançar os resultados esperados, através das mudanças necessárias.
Mudanças nunca são fáceis, mas muitas vezes são necessárias. Isso ocorre pelo simples fato de que o ambiente em que a nossa empresa está inserida, o qual permeia o nosso negócio e que chamamos de mercado, também muda. As mudanças podem ser pequenas e quase imperceptíveis, ou grandes, podendo demandar muito tempo e suor no desenvolvimento de novas estratégias e tomadas de ações. Sejam quais forem as mudanças “impostas” pelo mercado, as empresas, nas figuras dos profissionais com poder de decisão, têm que monitorar constantemente o seu mercado e estarem prontos para tomar as medidas necessárias e corrigir o curso quando for imprescindível.
Todavia, quando uma empresa arrisca, consciente ou não, uma posição de resistência a mudanças, assume, também, o risco de se distanciar do mercado. Como primeiro sinal de alerta, começam a perder a capacidade de crescer e depois disso, se continuar remando contra a maré, perdem a capacidade de sobreviver. Então por que as empresas não mudam para acompanhar o mercado? Ou ainda: por que elas mudam, mas não o suficiente e/ou na mesma velocidade em que o mercado esteja mudando? A resposta é o próprio título desse artigo: Mudar não é fácil.
Mudar envolve abandonar, pelo menos em parte, certas formas de fazer as coisas. Formas essas que, até algum tempo atrás, eram válidas e geravam, quase sempre, os resultados esperados. Eram maneiras de ganhar o mercado, de fechar boas vendas, de produzir materiais e executar serviços, de entregar, de fechar as contas e apurar o lucro, ganhando, dessa forma “o leite das crianças.” Essa é a grande questão: eram verdades, foram boas estratégias, se mostraram como táticas vencedoras. Tenha a certeza que eu acredito nisso! Mas, se as coisas não vão tão bem quanto antes, mesmo que apenas devido às mudanças do mercado, então é preciso mudar também!
Se você sente que a sua empresa precisa mudar, seja para acompanhar o mercado, ou para sobreviver e, até mesmo, mudar para ganhar mais que no passado você pode contar com os serviços de empresas de consultoria e com seus consultores que podem minimizar “as dores da mudança” fazendo com que essas seja menos desgastantes, mais efetivas – custando menos, e mais eficazes – atingindo mais objetivos.
Então, quais são as vantagens de contratar um consultor para o seu negócio?

Vou lhes retransmitir, abaixo, as 10 vantagens e benefícios de contratar uma consultoria, descrito pelo Treasy – Planejamento e Controladoria:

Renovação
Uma consultoria traz novas visões, novos conhecimentos, que são adquiridos através da experiência da sua carreira e outros clientes com os quais já prestou os seus serviços;

Disponibilidade
O consultor tem um contrato com a sua empesa e um prazo estipulado para apresentar o seu relatório final, diferente dos seus colaboradores internos que são “cobrados” por suas tarefas rotineiras, o consultor atua 100% focado em estudar as engrenagens dos seus negócios e lhe propor outras formas, quando essas se fizerem necessárias;

Neutralidade
A missão dos consultores e gerar resultados, sem rixas ou concorrências por cargos nas empresas;

Tempo
o consultor trabalhará dentro dos prazos definidos para o projeto acordado entre ele e seu cliente, dessa forme tudo se torna mais rápido para ser esclarecido e resolvido;

Foco
por ser um profissional de fora e que não tem os “vícios” da empresa, torna-se mais fácil e rápido o diagnostico direto dos problemas por parte do consultor;

Escopo
consultores trabalham com projetos e objetivos, o que torna o entendimento claro do escopo, facilitando o controle e garantindo o sucesso;

Iniciativa sem medo
os colaboradores internos podem levar em consideração algumas emoções, pois possuem relacionamentos mais longos com os demais profissionais da empresa, e isso pode atrapalhar a tomada de decisões mais difíceis. Já a atuação de uma consultoria de gestão é mais racional, o que facilita nessas circunstâncias;

Economia
o vínculo temporário com os consultores é muito mais barato do que a contratação de um especialista, o qual pode vir a se tornar desnecessária após certo período;

Motivação extra
a consultoria proporciona um impulso extra, muito mais focado, para que as mudanças realmente aconteçam;

Melhoria nas relações empresa/colaborador
além do gestor de cada setor, o consultor também se mostra um porta-voz da organização junto aos colaboradores e isso já deixa claro para as pessoas que a empresa está preocupada com a melhoria contínua, que lógico, vai impactar nos resultados financeiros como já vimos anteriormente;

Dentro do nosso seguimento existem, ainda, outras modalidades de consultoria: Consultores de fachadas (caixilhos) e a consultoria em vidro para a construção civil, são alguns exemplos.
Os consultores de caixilhos, trabalham junto com os arquitetos e com as construtoras na especificação de sistemas de caixilhos que atendam às especificidades técnicas e estéticas para os diferentes projetos de edifícios.
Recentemente abri um escritório de consultoria em vidro para a construção civil com foco somente nesse material. Nesse caso atuo com a especificação técnica de vidros levando em consideração o atendimento às necessidades dos diferentes projetos de edifícios, em termos de eficiência fotoenergética e acústica, resistência mecânica aos diferentes esforços ao qual o vidro estará sujeito e, também, nas características estéticas do material, sempre tendo como base a minha experiência de anos na indústria produtora de vidros e espelhos e nas normas ABNT NBRs.
Nos dois casos, esse tipo de consultoria é contratada pelo arquiteto e/ou pela construtora por reconhecerem que esses conhecimentos são muito específicos, os quais não são aprendidos nos cursos de graduação de engenharias e arquitetura, apesar de serem necessárias a aplicação de muitos conceitos matemáticos e físicos aprendidos durante a graduação dos dois cursos, o conhecimentos pratico sobre os sistemas de caixilho e do vidro, enquanto material, é muito restrito.
No caso do vidro a consultoria pode ter um impacto direto no seu negócio, mas entenda esse impacto como algo positivo.
Primeiro, porque, via de regra, especificamos vidros de maior valor agregado e, nesse caso, você poderá obter melhores margens e concorrerá com empresas em condições técnicas de produção similares às suas.
Quando sou contratado por uma construtora, para auxilia-la na contratação de uma empresa para o fornecimento do vidro, contribuo fazendo uma avaliação técnica sobre a empresa. Geralmente realizo uma visita às empresas que estão concorrendo para o fornecimento do vidro e a avalio tecnicamente observando se são aplicadas as boas práticas no processamento de vidro, que garantam, às construtora e incorporadora, a redução dos riscos do acometimento de patologias nos vidros após a sua instalação.
Como boas práticas são observadas, basicamente, se são seguidas as orientações de processo descritas nos manuais de beneficiamento de cada produto, que são fornecidos por seus fabricantes e nas normas técnicas. Às vezes sou obrigado a “dar um puxão de orelhas” na empresa por observar práticas que não condizem com as descritas nos manuais dos fabricantes e/ou normas e acabo lhes prestando um serviço de consultoria. Imagina o prejuízo de imagem (o famoso marketing negativo) que essa empresa poderia ter caso os vidros fornecidos por ela apresentassem algum tipo de patologia oriunda do seu processo de laboração. Sem contar os elevados custos para substituir uma peça de vidro em um edifício.
Também atuo no canteiro de obras e no caixilheiro avaliando e corrigindo, quando necessário, a maneira como tratam o vidro. Assim, consigo reduzir as chances de que o vidro sofra por algum tipo de problema decorrente do seu manuseio inadequado que, normalmente, acaba sendo vinculado à indústria que o processou, ou seja, para a sua empresa.
Dessa forma, apesar de prestar uma consultoria à construtora, estou, também, lhe prestando um tipo de consultoria, ainda que bastante superficial, claro.
Pense nos diferentes tipos de consultores como profissionais que podem agregar, em muitos aspectos, para o seu negócio. Olha para dentro da sua empresa e avalia a sua situação e o mercado. Talvez você esteja perdendo grandes oportunidades de negócios porque entrou na famosa “zona de conforto” e não consegue sair dela. Nesse caso, abra a sua mente, desnuda-se dos seus orgulho e preconceitos. A mudança é a única constante da vida, não lute contra ela. Se não for capaz de mudar sozinho, procure uma consultoria e não tenha vergonha porque todos sabemos; mudar não é fácil.
Forte abraço e sucesso, não somente nos seus negócios, mas na sua vida!