Os boxes de vidro valorizam qualquer casa e sua utilização confere um toque todo especial ao ambiente. Com a ascensão das classes emergentes e na esteira do número de novas habitações entregues ou reformadas, o segmento experimentou um crescimento surpreendente. E com isso, o box, assim como vários outros “objetos de desejo”, se tornou factível e palpável para grande parte da população, segundo dados do Sinduscon-SP e de pesquisa interna da União Brasileira de Vidros (UBV).

Vidros texturizados ganham espaço nos banheiros | Crédtio: Arquivo UBV

Pensando nisso, a UBV, famosa por fabricar vidros decorativos, tem dado ênfase em suas campanhas publicitárias à sua linha de vidros para boxes de banheiros. A companhia tem destacado o fato de que são fáceis de limpar, não riscam e ainda disfarçam as marcas decorrentes do uso e desgaste, permanecendo bonitos por muito mais tempo.
A Revista Sincavidro ainda destaca o fato dos vidros “fantasia” disfarçarem a bagunça do local de banho, assim como o float fumê ou bronze, porém, com a vantagem de não bloquearem a passagem de luz para o restante do banheiro.
Dentre os tipos de vidros decorativos, a UBV destaca o Quadrato, líder de vendas na categoria. O moderno Astral Plus, também faz sucesso com seu visual único e textura que remete a forma de gelo. Além destes vidros exclusivos, a UBV fabrica os tradicionais padrões Pontilhado e Antílope e diversos outros.
De acordo com Caroline Sanchez, coordenadora de Marketing da UBV, “a empresa quer mostrar para os consumidores que existe no mercado opções de produtos com design diferenciado, que agregam valor aos ambientes”.

Os vidros dão um ar sofisticado ao ambiente

A VOZ DO POVO É A QUE VALE
Vidro impresso ou fantasia?
A escolha é do cliente
Quem tem acompanhado as recentes peças publicitárias da UBV pode não ter reparado um detalhe sutil. Há aproximadamente um ano a líder nacional na produção de vidros impressos resgatou a expressão “vidros fantasia” para definir o produto.
Por quase uma década os fabricantes tentaram evitar essa expressão utilizada popularmente pelos consumidores e que associava o produto ao vidro de baixo custo utilizado nas casas populares.
A reportagem da Revista Sincavidro consultou o setor de marketing da empresa sobre o assunto e constatou que após toda a campanha feita pelos fabricantes o mercado continuou a usar o nome “vidro fantasia”. Por considerarem que esse é o nome que o mercado já absorveu e entende, só restou à empresa readaptar-se a essa situação.

Crédito: Arquivo UBV

Vários nomes
A proposta do governo de destinar verbas para a construção de casas populares pode ter contribuído para essa decisão de voltar a associar o impresso a um produto mais acessível. Estrategicamente a empresa adotou outros nomes para o produto quando este é associado a produtos mais nobres como, por exemplos, boxes e divisórias internas. Para esses casos os nomes utilizados são vidros texturizados ou vidros decorativos. Apesar da mudança, o site da companhia (www.vidrosubv.com.br) continua utilizando a denominação vidro impresso em todas as suas páginas.