O conceito ultrapassado da fragilidade do vidro encontrou uma barreira: a beleza e a imponência que o muro de 520 metros de comprimento, recém-concluído, inspira aos pedestres que passam pelo centro do Rio de Janeiro. A estrutura, montada em parceria com a Conlumi e a Esquadriall, cerca o prédio da Universidade da Petrobrás, que ocupa o quarteirão inteiro, localizado entre a Av Henrique Valladares (frente), a Rua Dídimo (esquerda), a Rua dos Inválidos (direita) e a Rua do Senado (fundos).

No total, foram usados cerca de 750 m² de vidro temperado laminado incolor 6 + 6, com impressão de faixas horizontais na face 2 . A transformadora acredita que esse possa ser o maior muro de vidros do país. Ou, ao menos, a maior estrutura em vidros com impressão e laminado de temperados montada no Brasil.

O muro de 520 metros de comprimento possui 750 m² de vidro laminado de temperado.O muro demorou cerca de quatro meses para ser concluído. A empresa forneceu os vidros e a Esquadriall disponibilizou seis funcionários para fazer a montagem dos vidros e perfis de alumínio no local.

A contratante solicitou vidros que não fossem totalmente transparentes, mas que também não pesassem na paisagem, assim a solução encontrada pela distribuidora foi fazer a serigrafia de faixas horizontais em uma das faces do vidro, o que favoreceu uma ligeira privacidade no interior do terreno, sem causar estranhamento aos pedestres que passam pelo local.

O muro de 520 metros de comprimento possui 750 m² de vidro laminado de temperado.A obra tornou-se um ícone na comparação com os arredores de prédios tombados pelo patrimônio histórico do centro do Rio de Janeiro, tanto que a construtora restaurou alguns imóveis vizinhos para valorizar o entorno. A obra completa do novo prédio da Petrobrás, segundo informações colhidas no local, deverá ser concluída no próximo mês de abril. °