[gn_spacer size=”0″]

A Companhia Brasileira de Vidros Planos (CBVP) passa a ter uma nova marca: Vivix. Criada pela agência Led Project, a marca é curta e sonora, e remete às palavras vidro e vida. A identidade visual possui desenho marcante, estruturado e equilibrado, em tons de verde – que transmite estabilidade e confiabilidade. A mudança de nome aconteceu no último dia 7 de setembro e foi anunciada em revistas de circulação nacional. “Escolhemos o 7 de setembro para apresentar a nossa nova marca por ser uma data simbólica para todos os brasileiros e, também, pela proximidade do início da operação da planta, que acontece em novembro”, esclarece Paulo Drummond, presidente da Vivix. A partir de agora, a empresa contará com o site www.vivixvidrosplanos.com.br e perfil no Facebook (www.facebook.com/vivixvidrosplanos).

Usina de Beneficiamento

Como no setor vidreiro, o beneficiamento da matéria-prima é um ponto importante e crítico para a definição da qualidade final do produto, e a Vivix contará com uma usina de mineração e beneficiamento de sílica, feldspato, dolomita e calcário. Esta planta, que inicia sua operação neste mês de setembro, terá capacidade instalada de 2 mil toneladas de sílica/dia e servirá para alimentar a fábrica de vidros planos de Goiana (PE). Esta etapa do projeto representou um investimento de R$ 47 milhões. “Seremos a primeira fábrica de vidros planos do mundo a controlar o processo de forma completa; ou seja, da extração dos insumos até a produção. A escolha do local para a construção da usina se deu por diversos fatores, entre eles a proximidade da planta da Vivix e a qualidade da matéria-prima existentes na região”, comenta Drummond.

Alguns dados do projeto:

Durante o pico de implantação da obra a empresa chegou a ter 1.700 pessoas trabalhando na construção;
Empresas de quinze países participaram da obra, com cerca de 200 funcionários estrangeiros;
Cerca de 4 mil contêineres chegaram ao Brasil pelos portos de Suape e Recife, com equipamentos e peças do forno da Vivix;
O tempo de construção de uma fábrica deste porte, normalmente, é de cerca de três anos. A Vivix concluirá sua obra em tempo inferior ao padrão (dois anos);
Quando entrar em operação, gerará um fluxo de 90 carretas/dia;
A linha de produção da empresa terá 800 metros de comprimento;
O armazém da Vivix contará com 49 mil m² de área;
A partir da instalação da Vivix foi criado um polo vidreiro no município de Goiana (PE), composto por clientes da empresa que atuam como transformadores de vidros planos. Três empresas confirmaram suas instalações bem ao lado da unidade fabricante de vidros.

“Seremos a primeira fábrica de vidros planos do mundo a controlar o processo de forma completa.”