Porta social de abrir com seteira simples e vidro temperado.

O trabalho do vidraceiro não é mais o mesmo. O mercado vem se modernizando e buscando oferecer praticidade aos consumidores, e, neste cenário, o profissional que oferece um único serviço corre sério risco de ser descartado. Por outro lado, quem oferece soluções completas sai à frente da concorrência e conquista mais clientes.

Nossa equipe de reportagem sempre acompanha as feiras do setor vidreiro para trazer as novidades. E nas últimas exposições, temos percebendo que as empresas estão trazendo soluções completas para os consumidores finais.

Na última Feicon – que aconteceu nas primeiras semanas de março, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo –, a Sasazaki, por exemplo, apresentou várias janelas que já eram comercializadas prontas (com vidros instalados). Entre os produtos lançados na feira estão:

Portas Sociais com ou sem Seteira com Vidro Temperado, da Linha Prátika: podem ser usadas em entradas sociais residenciais ou comerciais, possuem vidro temperado acidado opaco, o que permite mais privacidade e resistência;

Portas Sociais com ou sem Seteira com Lambris e Frisos: na Linha Prátika, recebem vidro neutral;

Janelas e Portas da Linha Aluminium com Vidro Smart Reflex: podem ser usadas em quartos, salas e home theater. Possuem vidro especial de controle solar Smart Reflex, que protege em até 80% a passagem dos raios ultravioleta e oferece conforto térmico ao permitir a redução em até 60% da entrada de calor. Essa tecnologia proporciona economia de energia elétrica, uma vez que possibilita o menor uso de condicionadores de ar, além de proteger móveis do desbotamento e ressecamento provocados pela luz solar. E, por serem refletivos, conferem maior privacidade ao ambiente.

Vidro Smart Reflex na porta de correr com divisão central.

As primeiras linhas prontas para instalação – vendidas com pintura de acabamento e vidro instalado – foram lançadas em 2000. “Os produtos vieram a atender uma necessidade e uma tendência de mercado na época, o que se provou ser uma iniciativa acertada. Muitos consumidores preferem a comodidade de adquirir um produto padronizado, pronto para instalar e encontram no portfólio da Sasazaki diversas opções”, explica Maurício Sasazaki, diretor industrial e de logística da empresa.

Vidro Smart Reflex na janela integrada com veneziana.

Para fornecer as soluções completas, a empresa tem parceria com duas fabricantes: Guardian e Cebrace, que fornecem vidros para os produtos em questão. Além disso, a companhia investe regularmente em pesquisa e desenvolvimento de produtos.

Entre os investimentos mais recentes, está a aquisição dos novos maquinários para corte de vidro, que foi feita em 2011. Maurício Sasazaki explica que as vantagens de se fornecer uma solução completa para o consumidor estão relacionadas à qualidade do serviço e à praticidade que o cliente procura quando está construindo ou reformando.

Esta realidade é apenas um exemplo dos muitos fatores que podem afetar o trabalho do vidraceiro. Outro problema é a entrada dos serralheiros no campo de atuação do vidraceiro. E aí, a falta de diversidade de serviços é o principal obstáculo para os vidraceiros.

Porta social com seteira simples e frisos.

No entanto, ao invés de aumentar a variedade de serviços oferecidos, Luis Henrique, proprietário da Temperglass Rio, acredita que o vidraceiro deve se especializar no serviço de colocação de vidros, fazendo cursos de formação e se qualificando cada vez mais, pois ele ressalta que um dos problemas da empresa é a falta de mão de obra qualificada para a colocação dos vidros. E segundo Luis, o vidraceiro pode ser um ofício em extinção por conta dessa situação de mercado.

O Sincavidro tem oferecido vários cursos de formação profissional para os vidraceiros. Só neste primeiro semestre, o sindicato preparou sete cursos. Na edição 146, você pôde acompanhar na reportagem “Profissionalização do setor” o sucesso que esses cursos têm feito entre os profissionais do setor.