Setor hoteleiro  é a bola da vez no  Rio de Janeiro

Com as obras nos estádios em fase de conclusão, chegou a hora das redes hoteleiras se prepararem para acomodar a demanda de turistas que devem lotar as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

 

De acordo com o governo federal, os projetos no setor turístico para a Copa preveem aumento de quase 15% na rede hoteleira das 12 cidades-sedes até 2014, ampliando a oferta de acomodações, que passarão de 706 mil hóspedes para 809 mil. O BNDES, por meio da linha de financiamento ProCopa Turismo liberou R$ 2 bilhões para reforma e construção de novos hotéis.

 

O Rio de Janeiro está entre os estados que têm investido alto no setor. Dados do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro apontam que a meta é disponibilizar 47 mil quartos até 2016 para atender os visitantes. A cidade já está com 3,5 mil projetos licenciados para apartamentos e outros 3,5 mil em construção e reforma. Atualmente, a cidade conta com 28 mil quartos, com uma projeção de crescimento de 29%. E tem 110 novos hotéis em construção ou em processo de licenciamento.

Setor hoteleiro  é a bola da vez no  Rio de Janeiro

 

Participação do vidro

O Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro não tem números sobre a colocação de vidros, porém não é difícil imaginar a presença do material nos empreendimentos de grande vulto, como é o caso das grandes redes hoteleiras. A Vidraçaria Maracanã, por exemplo, está trabalhando nos projetos desde 2012. Até o momento a empresa está envolvida na troca de espelhos, boxes e reformando lobbys do Miramar Palace Hotel, Flórida, Open, Chamy, entre outros. Ao todo estão sendo utilizados aproximadamente 1.450 m² de vidro laminado, temperado e espelhos de três fabricantes diferentes (Blindex, Cebrace e Guardian) e parceria da Laminar na transformação.

A Crismoe, que fabrica acessórios para banheiros e tem uma representação no Rio de Janeiro, trabalha a todo vapor para equipar os hotéis a partir de outubro próximo. Ainda não é possível mensurar a quantidade de estabelecimentos que fecharam contratos e a quantidade de peças que serão instaladas, porém, o que se pode afirmar é que a empresa trabalha com uma média de 150 saboneteiras e porta-shampoos que combinam o vidro laminado com o alumínio. Redes, que mantém unidades no Rio de Janeiro, como Accor, Atlantica e Golden Tulip têm seus projetos estipulados com a Crismoe.

Um dos empreendimentos que chama atenção pela grandiosidade é um hotel cinco estrelas, localizado no Centro Metropolitano, na Avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca. De propriedade da Carvalho Hosken, será administrado pela bandeira Hilton, conhecida internacionalmente pela qualidade de seus serviços e estará em operação no ano que vem. O escritório de arquitetura é o STA e a construtora chama-se Racional.

As obras para a construção da torre de 298 apartamentos foram iniciadas em setembro de 2012 e a previsão de término é junho de 2014. Os hóspedes dos apartamentos e suítes executivas desfrutarão de um lounge e um andar executivo com serviços de alimentos e bebidas, durante o dia todo. O hotel terá também infraestrutura para eventos, com mais de 1.300 m² de área para reuniões, além de um business center.  O projeto contará ainda com restaurante para serviços de café da manhã, almoço e jantar; além de bar, piscina ao ar livre e fitness center. Além de utilizar vidros na fachada, a construtora está avaliando a possibilidade dos guarda-corpos também serem produzidos com o material. O nome do fornecedor ainda não foi definido, mas várias empresas do Rio de Janeiro estão preparadas para entrar na disputa.