Extra, 02/mar

Entraram em vigor, ontem, as novas regras que, segundo o governo federal, devem incentivar e facilitar a instalação de microgeradores de energia em casas, comércios e fábricas no Brasil. A resolução permite que os consumidores que tiverem esses equipamentos possam não somente usar a eletricidade que produzirem, mas também jogar o excedente na rede das distribuidoras e ganhar créditos. Esses créditos, depois, podem ser trocados por descontos nas contas de luz.
Para ter a compensação, é preciso que o consumidor produza energia renovável, por meio de painéis solares ou minigeradores eólicos, por exemplo. Existem hoje, no país, 1.930 unidades (casas ou prédios) com esse tipo de instalação. O governo diz que as novas regras simplificam os procedimentos para registro. Por isso, espera que o número chegue a 1,2 milhão até 2024.