Depois de quase um ano de muita luta estamos tirando o Instituto do Vidro da coluna de projetos e colocando-o na das realizações. É nossa ideia, até o final de março  ou princípio de abril, abrirmos nossas portas para o público e inaugurarmos uma nova forma de relacionamento entre as empresas vidreiras e todos profissionais envolvidos na construção civil.
É prioridade do Instituto do Vidro dar atenção especial aos estudantes de engenharia, arquitetura, design de interiores e decoradores. Para isso criamos um núcleo encarregado de desenvolver junto às universidades e escolas técnicas as condições necessárias para organizarmos visitas rotineiras, custeadas pelo Sincavidro, ao salão de exposição, que serão sempre enriquecidas com palestras técnicas dos nossos diversos apoiadores.
Nas nossas instalações já concluímos a construção de moderno auditório com capacidade para receber, confortavelmente, 60 pessoas, que será também disponibilizado a todos os expositores e associados do Sincavidro.
Enfim, sabemos que esse é apenas um pequeno passo. Mas, entendemos, desde que assumimos o compromisso na direção da nossa entidade, que a maior de todas as premências do nosso setor era ir ao mercado e começar a diminuir esse abismo colossal que se traduz na aguda ignorância sobre quais são as reais possibilidades que o vidro oferece.
Estou certo que iniciativas como o Instituto do Vidro, Doutor Vidro (que recebe hoje mais de 100 consultas por semana) indicam sempre a mesma direção: levar informação sobre o vidro e suas aplicações.